Instituto Superior Técnico

Área Académica

Época Especial de Exames

A existência de uma época especial tem como finalidade principal permitir que os alunos finalistas, a quem falta um número limitado de unidades curriculares, possam concluir o seu curso. Cada aluno apenas se poderá inscrever para exame a um conjunto de unidades curriculares que não exceda 15 ECTS.
  • Todas as unidades curriculares, quer incluam exame final quer não o inclu­am, têm que prever a forma como esta época especial de avaliação deve decorrer.
  • Em época especial existe apenas uma chamada.
  • O aluno só poderá ter acesso a exames em Época Especial a unidades curriculares em que está regularmente inscrito no ano letivo a que corresponde a época especial.
  • Em Época Especial cada aluno apenas se poderá inscrever para exame a um conjunto de unidades curriculares que não exceda 15 ECTS.
  • A inscrição para época especial decorre via fénix nos prazos regulamentares.
Têm acesso à Época Especial os alunos que se encontrem nas seguintes situações referidas no Regulamento de Época Especial.
  • O aluno deve fazer prova da sua situação ou estatuto nos prazos regulamentares (prova de qualidade de trabalhador-estudante ou do estatuto de dirigente associativo ou como atleta de alta competição ou ainda por exercício de licença de maternidade ou paternidade, etc…
  • As restantes situações devem ser regularmente comunicadas aos serviços académicos pelos órgãos responsáveis conforme referido no regulamento de Época Especial (membros da Aeist, Tunas, delegados de curso, etc…)
O período de inscrição para a realização de exames em Época Especial é anualmente definido no Calendário de Prazos Académicos, do respetivo ano letivo

A inscrição em Época Especial está sujeita a inscrição prévia via fénix e/ou nos balcões de atendimento da Área Académica através da entrega do respetivo requerimento e sujeito a pagamento de emolumento por cada unidade curricular.

De acordo com o Despacho 076/CG/2016, estão isentos do pagamento deste emolumento os estudantes que beneficiam de apoio dos Serviços de Ação Social da Universidade de Lisboa (SASUL) ou da Associação dos Antigos Alunos do IST (AAAIST) e aqueles a quem foi reconhecido pelo Conselho de Gestão do IST o estatuto de Estudante com Necessidades Educativas, sendo no primeiro caso necessário apresentar prova da atribuição do apoio no ano letivo em vigor.